Prof. Carlos Augusto Soares – 5º Dan

Dir. Técnico do K.C.P

Karate na Formação da Criança

Faixa Preta TRanparente fundo

O KARATE NA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DA CRIANÇA

 

No mundo de hoje, valores como disciplina, respeito e companheirismo são muitas vezes deixados de lado. Pai e mãe freqüentemente trabalham e, às vezes, não têm condições de ajudar a construir estes valores na criança, por não estarem sempre em contato com os filhos que, normalmente, passam seus dias em frente de uma televisão, vídeo games ou em contato com companhias inadequadas. Aliado á isso temos também o medo da violência nas ruas, fazendo que os seus pais achem que em casa não terão situações de perigo, ajudando  á um desenvolvimento físico e porque não,psicomotor atrofiado. Além disso, as escolas, em geral, priorizam o aspecto intelectual, dando menos ênfase aos fundamentos da educação moral, cujos ensinamentos estão voltados para o comportamento disciplinar e social.

A prática do Karate sob a orientação de instrutores qualificados trará benefícios inestimáveis para a criança, pois se ela for bem orientada e motivada, será um grande passo para se evitar o aparecimento de certos vícios (como o uso de drogas, por exemplo), nocivos à saúde. Ajudando-os não só a criar valores éticos e morais como aliar um equilibrado desenvolvimento físico.

Nesse sentido, podemos dizer que a prática correta do Karate auxilia enormemente na educação, formação e desenvolvimento da criança. Ela aprende a respeitar, prestar atenção e a se relacionar com os outros. Com relação ao aspecto físico, ela estará sempre se exercitando, o que proporciona um melhor desenvolvimento corporal, contribuindo para uma vida saudável em todos os aspectos. Em nossa Associação, conhecida como Karate Clube de Petrópolis, onde sou diretor técnico, nos exames de faixas são cobrados dos alunos boa conduta na escola e em casa, procurando sempre haver um diálogo entre os pais para melhor acompanhamento.

É de grande valor recitar o Dojo-Kun em todas as finais das aulas e explicar á eles em palavras mais simples seu significado, e depois de algum tempo, pedir aos alunos mais graduados explicar aos outros, para que não se torne uma coisa muito rotineira, e com isso se tornar desestimulante, pode-se cada dia usar apenas um dos 5 lemas, e depois da algum tempo, começar também a apresentar o Niju-Kun como forma de abranger mais alternativas de conduta correta á uma sociedade mais justa e assim formar e dar conceitos mais relevantes pra sua formação.

Geralmente crianças que são indisciplinadas nas aulas, são em casa também. É o que eu sempre falo pros meus alunos, ninguém precisa praticar Karate pra aprender a socar ou chutar, pois já fazemos isso já no ventre da mãe antes de nascermos. E que seu uso deverá sempre ser em legítima defesa, e mesmo assim, procurarmos criar quase que um sexto sentido para saber quando as situações de perigo podem acontecer e evitá-las. Nada melhor poder evitar do que ter que se ver numa situação de perigo desnecessária. A sensibilidade e a intuição devem ser estimulados nos praticantes, levando que a violência sempre gera mais violência, e que a bravata é um meio dos fracos de espíritos serem. O praticante de karate deve ser sempre, educado, gentil e equilibrado em suas ações. Nunca devemos esquecer que seu criador enfatiza em sua prática que ele é formador de caráter, criando homens de bem para a sociedade…..

 OSS

Logo Carlão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *